Como aumentar a margem de lucro nos seus negócios

 

É comum haver dúvidas dúvida sobre a diferença entre o lucro e a margem de lucro, o que faz com que muitas empresas façam planejamentos em cima do lucro, achando estar trabalhando com a margem de lucro. Mas diferente do lucro, a margem de lucro é a porcentagem de lucro que a empresa terá em cima de suas vendas, enquanto o lucro se define pela diferença entre o faturamento obtido com as vendas de um produto ou serviço e os custos de execução do trabalho, ou seja lucro bruto = receitas totais – custos. Já a margem de lucro = lucro bruto / receitas totais.

 

Além da diferenciação, a margem de lucro tem outras três subdivisões: margem bruta, margem líquida e margem de distribuição. A margem bruta é o valor obtido com a venda de um produto; a margem líquida representa a quantidade de dinheiro que literalmente se ganha a cada produto vendido e a margem de distribuição é o nome “matemático” para o valor que corresponde ao quanto é necessário uma empresa vender para que se pague a produção do seu próprio produto.

 

Uma vez que se tenha propriedade desses conceitos, fica mais fácil formular melhores estratégias financeiras para o negócio e estipular metas reais. Quem é empresário ou responsável pelo setor financeiro de uma empresa, sabe a grande responsabilidade que cairá em suas mãos se a margem de lucro não for suficiente para manter a empresa no mercado. Pensando nisso, listamos algumas medidas que podem auxiliar no aumento da margem de lucro. Confira:

 

Controle de custos

Frente à crise financeira pela qual o país está passando, existe um problema inevitável que pode reduzir as margens de lucro da sua empresa: o aumento nos custos de produção. É natural que, com o tempo, seus fornecedores aumentem sua própria receita de margens, além de terem a igual necessidade se defender da crise. Assim, a elevação de taxas sobre as mercadorias vira uma realidade e você pode ser pego de surpresa por um aumento de custos. Sem um preparo para essa situação, você pode afetar negativamente sua margem de lucro.

 

Para contornar essa situação, é importante que você tente negociar custos, ou vá em busca de novos fornecedores. Se essa não for a opção mais confortável, contratos de médio/longo prazos, que preveem o reajuste de valores de acordo com a inflação, por exemplo, facilitará o controle de custos. Isso também auxilia na correta precificação dos seus produtos ou serviços, evitando danos à empresa.

 

Atuação profissional na gestão financeira

Não se engane achando que vai conseguir dar conta de todos os setores que envolvem a empresa sozinho. O acúmulo de atividades pode significar menor eficácia na execução delas, o que pode gerar certa desorganização financeira. Quando se tem uma pessoa sobrecarregada, o setor acabará ficando defasado, seja por falta de atenção ou falta de conhecimento, e isso é ruim para os negócios. Para garantir que todas as faces da empresa se desenvolvam bem, considere contar com a ajuda profissional para a área financeira. Assim, você ter por perto alguém capacitado para realizar a análise correta das contas e fluxo de caixa. Assim, seu negócio poderá funcionar de forma ainda mais eficiente, evitando perdas nas margens de lucro.

 

Uso estratégico do marketing

Alguns empresários não investem o suficiente em marketing, ou investem de maneira errada. Pode não parecer, mas essa prática influencia diretamente na margem de lucro dos negócios. De nada adianta você ter um produto excelente, se essa informação não chega ao seu público-alvo ou chega de maneira equivocada. Saber identificar quem são seus clientes, e entender suas necessidades são coisas essenciais para essa questão. Ao utilizar estratégias de marketing corretas, você consegue atrair e fidelizar os clientes, e uma carta de clientes recheada significa bons frutos para o seu negócio.

 

Atendimento via WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: